sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Autor de novela da Globo diz que telespectador é burro



A época de ouro da Globo e de Silvio de Abreu


Silvio de Abreu vem dizer uma coisa dessas justo agora que a audiência das novelas dá Globo está caindo vertiginosamente. Tem a cara de pau de dizer que durante a década de setenta o nível intelectual dos brasileiros era melhor. Assim como todos na Globo, Silvio de Abreu morre de saudades da Ditadura. Mas não adianta espernear, o país está mudando, e nesse novo Brasil que está surgindo não há mais lugar para monopólios midiáticos. O povo brasileiro não aceita como aceitava antes o lixo que é vendido pela Globo, Willian Bonner que o diga.



R7


Silvio de Abreu diz que telespectador emburreceu

Novelista fala que país não tem ética e que mocinhos precisam usar armas dos vilões

O autor de novelas Silvio de Abreu encerrou nesta sexta-feira (13) o ciclo Encontros Estadão & Cultura, parceria do jornal O Estado de S.Paulo com a Livraria Cultura que discutiu os 60 anos da TV no Brasil. O encontro aconteceu no teatro Eva Herz, dentro da Livraria Cultura, na avenida Paulista, em São Paulo.

Coube a Abreu falar sobre o filão das telenovelas, principal produto da indústria televisiva nacional. Em sua fala, o autor criticou a qualidade intelectual do telespectador brasileiro nos dias atuais. Ele ressaltou a piora na educação no país e lembrou que, na década de 1970, tinha telespectadores mais inteligentes.

- Hoje, você fica fazendo um monte de coisa e não se aprofunda em nada. Porque o público está assim, né? Então, quando você vai fazer uma coisa que exige certo raciocínio, precisa ter muito cuidado.

omo exemplo da preguiça do telespectador para acompanhar coisas mais complexas, o novelista citou a reação aos primeiros capítulos de sua atual novela, Passione.

- Quando fizemos as primeiras pesquisas de
Passione, as pessoas diziam que nessa novela não aconteciam nada. Como não acontece nada, meu Deus do céu? Não é que não acontecia, é que elas não entendiam a história. Não conseguiam acompanhar. Por quê? Porque eram muitas informações ao mesmo tempo.

O autor contou que precisou dar as informações aos poucos e criar elementos mais populares, na tentativa de prender a atenção do telespectador.

- Novela tem de ser repetitiva. Novela não tem capacidade de enfiar uma ideia na cabeça da pessoa, como o filme e o teatro enfiam, porque não é vista com o mesmo respeito.

O novelista se mostrou descrente da ética do povo brasileiro. Ele diz que essa crise acaba refletida na sua trama.




13 comentários:

  1. A Globo manipulou, usufruiu da manipulação apoiando a Ditadura, agora chama de Burro, legal, um boicote a Globo seria uma atitude inteligente.

    ResponderExcluir
  2. Seria legal difundir e idéia de um boicote a rede globo na blogosfera. Vamos espalhar essa idéia.
    Abs!

    ResponderExcluir
  3. Ele só se esqueceu de dizer que a educação do país piorou a partir da ditadua e é lógico que com isto o povo emburreceu porque, em vez de uma reflexão crítica da realidade, passou-se a fazer cruzinhas. Nunca fui noveleira mas hoje nada se compara a Roque Santeiro, O Espigão e outras poucas, que eram bem escritas e cujos temas eram perfeitamente entendidos pois, apesar de entretenimento não eram distanciadas da realidade. O que se vê já a algum tempo, ouço dizer, não assisto, é que é uma apelação, banalização da violência, instigação ao consumo desenfreado, distorção dos valores, incitação ao individualismo, ao só o que importa é o meu prazer, tudo descartável, desrespeito ao ser humano e acriticidade. Esta situação que ele critica foi fomentada exatamente a partir dos anos que ele diz serem áureos, com público mais preparado para o entendimento da trama. É a educação, estúpido, que foi relegada pois saber é poder e ele, de certa forma colaborou com este emburrecimento da sociedade, permanecendo no veículo mais alienante e predatório, a Globo.

    ResponderExcluir
  4. nossa!!!
    Burro é ele que nao sabe escrever novelas... eu tento acompanhar.... a ética dele esta refletida nos personagens...nao tem ninguem que presta....
    dificil acompanhar a trama, hahahahaha faça-me um favor!!!!!

    ResponderExcluir
  5. vão começar atirar para todos os lados... Sílvio de Abreu e grobu como sempre patéticos!

    ResponderExcluir
  6. Tolo sou eu, que boicotava todas as novelas da Globo desde Que Rei Sou Eu? e assisti recentemenmte Viver a Vida. Uma bosta tão grande que devo ficar agora uns 20 anos sem ver novela global, novamente. Isso SE o boicote não for permanente. E permanente será o ideal.

    ResponderExcluir
  7. Eu, por mim, já não vejo essa fábrica de irrelevâncias há anos. Digo mais: se as pessoas começarem a descobrir a TV Brasil vão ver que existe programação inteligente, que dá prazer de assistir e, ainda por cima, contribui para aumentar nosso conhecimento e nossa capacidade crítica. Exemplifico: tem Sergio Brito falando sobre cinema, teatro, música etc; tem bastidores do cinema nacional; tem documentários imperdíveis sobre o Brasil e esta América Latina que tão mal conhecemos; tem um pouco de História apresentada com leveza (de lá pra cá). Basta consultar a programação que a pessoa encontrará um assunto de seu interesse. Sim, as pessoas dizem que a tvBrasil não tem audiência, mas elas já venceram a inércia e foram lá buscar? Acho que ela melhora a cada dia e, na medida em que seja mais vista terá mais elementos para se aperfeiçoar.

    ResponderExcluir
  8. Será que alguém já parou pra pensar que o escroto aí em cima poderia até estar certo?
    O quanto os milicos destruíram e desnaturaram as culturas latinoamericanas e o ensino cultural em geral?

    ResponderExcluir
  9. O Brasil de verdade não passa na Globo...

    ResponderExcluir
  10. Quem?! Globo??! Que é isso? É de comer ou passar no cabelo?

    A única certeza que tenho é que o Inferno deve estar uma zorra total com o Roberto Marinho dando guarida ao ACM pai e filho enquanto esperam o neto.

    ResponderExcluir
  11. Ele e outros autores de novelas principalmente da globo. Sempre tentou alienar o telespectador , agora vem c/ esse discurso. Vamos boicotar ,eu já estou espalhando essa idéia.

    ResponderExcluir
  12. João Paulo Ferreira de Assis14 de agosto de 2010 21:24

    O Sílvio de Abreu surtou por acaso? Está delirando? Ainda me lembro de pessoas reagindo indignadas ao personagem do ator Dary Reis, que fez papel de um delegado opressor, numa novela dos anos 70, ou de as pessoas pararem Irene Ravache na rua, para darem palpite sobre se devia ou não divorciar na novela Sol de Verão. Já fui muito noveleiro. É tudo cópia umas das outras. Exemplo: a barraca de beijos em Guerra dos Sexos (1983) e Roque Santeiro (1985). As novelas envolvendo imigração italiana na Globo, por sua vez foram cópias de Os Imigrantes, da Bandeirantes. A queda de audiência das novelas globais é um sinal positivo, pois sinaliza que as pessoas estão cansadas da mesmice.

    ResponderExcluir
  13. Não é bem assim, o telespectador não emburreceu, apenas se cançou de assistir novelas como essa passione, em que o casal Diana e Mauro são intragáveis.
    Talves se o autor ouvisse os poucos telespectadores que ainda perdem o seu tempo com esses folhetins e fizesse algumas modificações, a novela talvez rebuscasse esse público "perdido", e que está assistindo programas mais interessantes como os da national geographic, ou discovery...

    ResponderExcluir